Postado em segunda-feira, 3 de dezembro de 2018 às 07:12

Insônia de início é o que maioria das pessoas com dificuldade para dormir tem: o que é

De causas bastante variadas e características muito particulares, a insônia, quando não tratada, pode causar inúmeros prejuízos à saúde...


 De causas bastante variadas e características muito particulares, a insônia, quando não tratada, pode causar inúmeros prejuízos à saúde, que vão desde comprometimento da memória e concentração, aumento nos riscos de ansiedade, depressão e irritabilidade, até ganho de peso.

O primeiro passo para tratar corretamente a insônia é identificar como ela se apresenta no seu cotidiano, além de seus principais gatilhos. A maioria das pessoas sofre de insônia de início, ou seja, aquela em que o paciente tem dificuldade em pegar no sono.

O que é insônia de início

De acordo com o neurologista Dr. Mauricio Kruschinsky, do Espaço Médico Brasil, a insônia de início é caracterizada pela dificuldade de iniciar o sono, ou seja, quando a pessoa, mesmo física e mentalmente cansada, não consegue relaxar e adormecer.

O hábito de ficar rolando na cama, sem conseguir dormir, pode ser ainda mais prejudicial para as mulheres. Segundo um estudo feito pela Universidade Columbia, EUA, mulheres que demoram para pegar no sono têm maior probabilidade de sofrer de pressão alta e desenvolver doenças cardíacas.

Dicas para conseguir dormir rapidamente


A agitação ao se deitar na cama, que dificulta o relaxamento e o descanso adequado, pode ter várias causas que só podem ser corretamente identificadas por um médico. O tratamento pode ser medicamentoso ou mesmo feito com mudanças simples na rotina. Confira dicas práticas que podem, naturalmente, ajudar a combater a insônia de início:

1. Verifique se seu quarto oferece boa condição de sono. O ambiente quente demais, por exemplo, pode causar agitação, assim como luminosidade excessiva e até mesmo a escolha equivocada de travesseiros e colchão.

2. Evite jantar muito perto do horário de dormir, pois o hábito pode causar agitação. Comidas que promovem oscilações bruscas da glicemia, por exemplo, devem ser evitadas momentos antes de ir para a cama, assim como outros alimentos que atrapalham o sono.

3. Não consuma bebidas estimulantes no período noturno. Álcool, refrigerante, chá mate, preto, verde e branco e café são exemplos de bebidas que devem ser evitados antes de ir para a cama.

4. Não caia na cilada de se deitar sem sono. O hábito aumenta as chances de ansiedade quando você fica rolando na cama. O ideal é tentar relaxar antes, lendo um livro, tomando um banho morno ou meditando, por exemplo.

5. Não leve celular, tablet e notebook para a cama. Além de manter o cérebro em alerta toda vez que chegar uma mensagem ou atualização, os aparelhos eletrônicos ainda possuem um tipo de iluminação compromete o descanso.

6. Pratique exercícios regularmente, mas evite atividades físicas pouco tempo antes de dormir. Os treinos podem provocar picos de adrenalina e dar pique extra que você preferiria ter de manhã e não antes de ir para a cama.




Fonte:Vix